May 21, 2020
Sem respostas

Segurança residencial: 15 dicas de como proteger sua família

Os assaltos a residências podem até parecer aleatórios, mas envolvem um processo de seleção. E se a sua casa parecer um alvo difícil, as chances de você ser uma vítima são muito menores. Por esse motivo, a prevenção ainda é a melhor escolha, para o bem estar de toda sua família. E são as medidas de segurança adequadas, que vão desencorajar os roubos e assaltos.

Sistema de segurança eletrônica, câmeras espiã, alarme monitorado, portas e janelas reforçadas, iluminação com sensores de presença. Tudo para garantir que sua casa esteja mais segura e livre de possíveis ameaças.

Nesse artigo estão reunidas 15 orientações valiosas, para você proteger sua casa de invasores. E manter sua família em segurança.

Afinal, sua família segura e protegida, certamente é uma das suas principais prioridades.

Sua casa ainda mais segura

Índice

1. Tenha um sistema de alarme

Tenha um sistema de alarme

Os ladrões preferem alvos fáceis. A ameaça de um sistema de alarme desencoraja os invasores. Se alguém tentar invadir o local o alarme é acionado, e uma sirene com som forte e geralmente intermitente, alerta sobre a possível invasão.

Os principais dispositivos de um sistema de alarme são um conjunto de sensores, que podem ser instalados em janelas, portas e garagens. Além de serem colocados em posições chaves que delimitam um perímetro que não possa ser ultrapassado.

São vários os recursos dos sensores, que podem ser usados em um sistema de alarme. Como sensores de: presença, vibração, quebra de vidro, invasão.

Tenha em mente que somente placas de avisos que a casa tem monitoramento eletrônico, não garantem a segurança. É necessário armar o sistema, toda a vez que você for sair. Arrombadores estão cientes que muitos moradores, se descuidam e deixam a proteção vulnerável por não ativar o alarme.

Confira nosso Guia com alguns dos melhores sistemas de alarme residencial, disponíveis no mercado.

2. Instale câmeras de segurança residencial

Instale câmeras de segurança residencial

A vigilância através de câmeras de segurança, é uma forma eficaz de inibir a ação de criminosos. É especialmente importante, por permitir visualização em tempo real do que está acontecendo. E ajudar na identificação dos ladrões, no caso de ocorrer uma invasão.

As câmeras podem estar integradas em um sistema de segurança eletrônico. Com sistema de alarme, sensores e monitoramento remoto. O que facilita para as empresas de segurança, enviar a equipe de apoio tático, ou quando é necessário acionar a polícia.

Existe uma grande variedade de modelos e recursos. Têm câmeras que mesmo em condições de pouca luz, gravam imagens de alta qualidade. Algumas possuem sensor de movimento, e começam a gravar quando é detectado alguma movimentação.

A Câmera espiã: um dos modelos cada vez mais procurados, para proteção de residências.

Essas câmeras passam despercebidas, por se parecerem com lâmpadas comuns. Permitem o monitoramento do ambiente através da internet. Possuem aplicativo próprio, para celulares com sistema Android e iOS.

Você pode acender a lâmpada de forma remota, controlar a luminosidade e obter as filmagens num ângulo de 360º.

Como instalar a câmera de segurança residencial: é bem simples.

A instalação desse modelo de câmera espiã, não tem diferença do procedimento de colocação de uma lâmpada comum. Você vai plugar o dispositivo em um bocal, após ter feito isso, é preciso conectar o aparelho ao WiFi mais próximo, e fazer o download do aplicativo próprio para a lâmpada.

Pelo aplicativo você vai fazer as configurações necessárias, de acordo com as suas necessidades de monitoramento.

A câmera no interior da lâmpada é sem fio. Possui microfone, alto falante micros, sensor infravermelho e WiFi. Por ser uma lâmpada de LED, tem alta durabilidade e baixo consumo de energia.

Entenda como uma câmera espiã ajuda você a proteger sua casa, e conheça algumas das melhores que estão disponíveis no mercado.

Casas vazias, enquanto os moradores estão trabalhando, ou estudando, são um grande atrativo para ladrões. A instalação de câmeras na sua casa vai prevenir arrombamentos, roubos e assaltos. Você pode monitorar a distância e pela internet, todas as movimentações do ambiente.

O custo benefício em relação à segurança que as câmeras oferecem, com certeza vale o investimento.

Conheça as características e os benefícios, de algumas das melhores câmeras de segurança, para proteção da sua casa.

3. Portas e janelas trancadas

Janelas e portas destrancadas são um convite aos criminosos. E os ladrões conseguem identificar fechaduras fracas, que podem ser abertas facilmente. E portas frágeis, que com um golpe possam ser arrombadas em segundos.

Por esses motivos, além de manter portas e janelas trancadas, use bloqueios, travas de segurança e reforços.

Portas deslizantes podem ter parafusos verticais, e hastes de metal ou de madeira no trilho. Que impedem o movimento de correr da porta. E também, não permitem que ela seja forçada ou levantada fora do trilho.

Se você acabou de mudar para uma residência, considere trocar as chaves das principais portas da nova casa. Se necessário mude também, seus bloqueios.

4. Coloque um olho mágico

Ter a visão de quem tocou a sua campainha. Conseguir visualizar o corredor do prédio do seu apartamento, ao escutar algo estranho.  São atos simples e muito úteis. Que promovem segurança e tranquilidade, para você e sua família. A função de um “olho mágico”, é fornecer para você uma visão, das pessoas que estão do outro lado da sua porta.

Encontrados em vários tamanhos, modelos e preços. Você encontra no mercado desde opções mais simples e tradicionais, que ainda são os mais usuais. Como também, dispositivos com tecnologia avançada. Que ao invés de uma lente esférica, são pequenas telas de LCD, que permitem a você, uma visão clara de quem está no lado de fora da casa. Como não é uma câmera, não tem a função de gravar as imagens, somente mostrar em tempo real.

5. Instale fechos e travas de segurança

Os chamados fechos de segurança, podem ser: trincos, trava de segurança com chave tetra, fecho pega ladrão, com correntinha, ou alavancas, entre outros. São em diversos materiais, de vários modelos e preços.

Você encontra fechos com travamento duplo, que além de chave possui um sistema de códigos. E os mais simples com correntinha. Fechos além de serem instalados nas portas, têm modelos indicados para aumentar a segurança de janelas.

Leve em conta que, cadeados simples e correntes aumentam a segurança. Mas ter somente eles, para manter um local seguro, é um risco. Esses tipos de bloqueios, dependendo do ladrão, são facilmente removidos. Por esse motivo, é bom eles serem utilizados como reforços, para os fechos de segurança.

6. Feche cortinas, coloque persianas, use películas decorativas para vidros

Vidros em laterais de portas, portas de correr de vidro, janelas grandes, podem ter um efeito decorativo muito bonito. Mas adicionam uma complicação de segurança na casa: dificultam a privacidade.

À noite, com as luzes acesas no interior da casa, é possível ver com facilidade você e toda a sua família. E muito embora, você possa enxergar o ambiente externo, através desses vidros. É ruim que pessoas lá de fora, possam ver você e os outros moradores da casa. Invasores podem prever o risco, e saber o que encontrarão quando entrarem.

Ações simples para impedir que vejam o interior da residência, que podem resolver o problema da falta de privacidade, são: persianas, cortinas e película de privacidade, nos locais envidraçados.

Então não esqueça, luzes acesas dentro e escuro lá fora, melhor manter suas cortinas fechadas. Você se surpreenderia do número de malfeitores, que se aproveitam desse tipo de oportunidade.

7. Ilumine pontos estratégicos

Luzes são muito eficazes em desmotivar invasores. Elas tornam mais fácil perceber uma movimentação suspeita. Iluminar áreas de acesso, jardim e quintal, não deixar cantos escuros em volta da casa. Irá dificultar que algum intruso se movimente, ou se esconda.

Luzes com sensores de presença são uma ótima opção. Eles funcionam como interruptores automáticos. Que acendem as lâmpadas quando detectam movimento na sua área de cobertura. Dessa maneira é possível “deixar às claras” um intruso, antes dele ter acesso a uma porta ou janela na sua residência.

Alguns sensores de presença, por exemplo, tem a cobertura com um alcance de 8 metros, em um ângulo de 360 graus. E um intervalo de tempo de 8 segundos a 7 minutos ligados. Conforme o tempo que a pessoa permanecer, ou do tempo que for programado o aparelho.

A automação de luz na parte interna é uma forma de “dar vida” à sua casa, quando você não está. Muitas empresas de segurança, usam a automação de luz para imitar o comportamento dos moradores. Você pode programar ações personalizadas de acender a luz quando for detectado movimento, e apagar quando não houver movimentação.

Luzes automatizadas, acendem ao pôr do sol, e se apagam com a claridade do nascer do dia.

Uma boa iluminação reduz o risco de invasão por criar uma sensação de incerteza, porque aumenta a exposição do ladrão.

8. Conheça seus vizinhos – a ideia é um cuidar do outro

Essa união entre vizinhos traz excelentes resultados, quando se trata de afastar “visitantes indesejados”. Quanto mais pessoas atentas, aumentam as chances de identificar alguma atividade suspeita. E diminuem as possibilidades de ladrões obterem êxito, ao se sentirem vigiados.

A amizade com seus vizinhos, é especialmente importante como forma de prevenir arrombamentos nos períodos de férias. E também, se sua casa fica vazia no horário de trabalho. Ou quando ocorre períodos mais longos em que você fique ausente.

9. Campainha inteligente

Esse modelo de campainha é outra ótima opção, para aumentar a segurança em sua casa. Ela permite que você confirme visualmente quem tocou a campainha. E se ao tocar ninguém da casa atender, o sinal é transferido para o seu celular. E não só vai mostrar a imagem do visitante, como torna possível que você converse com ele mesmo à distância, no aparelho celular.

Essa comunicação bidirecional de algumas campainhas, permite que você controle o sistema pelo seu smartphone. É muito útil se você não está em casa, mas quer dar a impressão que está. Além do que, você consegue impedir que na sua ausência, alguém na casa abra a porta, para um visitante indesejado.

10. Não esconda chaves em lugar previsível

Mesmo com altos índices de arrombamentos, ainda tem muita gente que esconde chaves da casa, em locais que os ladrões conseguem achar com facilidade. Pense em deixar uma chave com um vizinho de sua confiança. Se não for possível, opte por esconderijos rotativos, em locais imprevisíveis.

Chaves inteligentes

Se você quer investir em um recurso moderno e seguro para sua casa, uma opção é a fechadura digital. Essa evolução das chaves, funciona com senhas, ou ativação por meio de identificação por radiofrequência – RFID, em chaveiros de aproximação. Também tem modelos ativados por biometria. Essas fechaduras podem ser de embutir, com ou sem maçaneta. Ou fechadura de sobrepor, que pode ser colocada sem a necessidade de retirar a outra fechadura convencional, utilizada na porta.

11. Mantenha objetos de valor fora da visão de oportunistas

Procure não chamar atenção para itens que possam interessar aos ladrões, e motivem a entrada em sua residência. Mantenha ferramentas, bicicletas e outros objetos que sejam fáceis de carregar, e não estão sendo utilizados, guardados na garagem, ou outro local protegido.

Não deixe bens de valor, como joias, eletrônicos, e nem documentos importantes, visíveis através de janelas, ou portas de vidro da casa.

Não esqueça que uma porta de garagem, que de acesso à casa é um ponto de entrada para um ladrão. Por isso, deve ser mantida trancada, e leve em conta se é necessário algum reforço de bloqueio.

12. Não descuide das plantas no seu jardim e quintal

Vegetação sem os cuidados necessários, pode se tornar um bom local para o ladrão se esconder. Árvores e arbustos muito perto de janelas e portas, que reduzam a visibilidade, também podem servir de esconderijo, para um invasor. Cuide para que as plantas não projetem sombras à noite, que tornem mais difícil enxergar o ambiente.

Se na calçada em frente da sua casa, existir uma árvore que esteja reduzindo a iluminação.  Procure entrar em contato com o órgão do meio ambiente, que é responsável pela poda de árvores, para resolver esse problema.

Use o paisagismo do seu jardim, para beneficiar a segurança da sua casa.

Em locais estratégicos, opte por plantas espinhosas, que dificultem a aproximação. Essa barreira pode ser feita junto a muros, grades, cercas e janelas.

E não esqueça que as ferramentas utilizadas no jardim e no quintal, se não forem devidamente guardadas, correm o risco de serem usadas para arrombar a residência.

13. Ao proteger o acesso à internet, você pode proteger sua casa

Segurança online. Se ela não existir, pode ser uma brecha na proteção da sua casa. É importante a conscientização de todos da família, sobre a necessidade de regras básicas de segurança na internet.

Não coloque muita informação pessoal em rede social. Não revele hábitos, itinerários, nem publique fotos que identifiquem sua localização.

Não evidencie aquisição de bens, nem dê destaques a compras de objetos caros.

Ao publicar fotos das suas férias em redes sociais, lembre se que ladrões também navegam por esses mesmos lugares, principalmente buscando por casas vazias.

Não adicione pessoas desconhecidas à sua rede de contatos.

Proteja seu WiFi

Da mesma forma que você não deve deixar a porta da residência aberta, a sua rede sem fio vulnerável, pode ser alvo de hackers. Através do seu WiFi é possível obter informações confidenciais importantes, sobre você e de todos os moradores da casa.

Use senhas inteligentes, não replique elas para outros acessos. E mude com certa frequência essas senhas.

14. O alvo ideal para um arrombamento é uma casa vazia.

E os ladrões recorrem a vários métodos, que ajudem a identificar se as casas estão vazias. Um dos mais simples é verificar se existem correspondências acumuladas. Criminosos costumam colocar panfletos nas residências, para observar se alguém recolhe.

E tem regras básicas que você precisa seguir, para evitar alguma surpresa desagradável. Como pedir a um amigo para recolher “todas”, as correspondências que chegarem na casa. E não deixe luzes acesas de dia e de noite, é uma evidência clara de que a residência está vazia.

Como os ladrões também costumam tocar a campainha para ver se alguém atende. E observam se existe alguma movimentação na casa. Pense em investir em um sistema de monitoramento. Traz proteção, segurança e tranquilidade, mesmo quando você estiver ausente.

15. O tempo para realizar um arrombamento

Quando o ladrão vai roubar uma casa, o objetivo é: sempre com o menor esforço. Já que quanto mais tempo for gasto para invadir a casa, maior a chance de ele ser pego.

E se para entrar na sua casa, for preciso passar por sistema de alarme, travas de segurança, câmeras e sensores. Tem alvos mais fáceis, que vão ser opções com maior garantia, desses criminosos obterem êxito.

Ao pensar em um ladrão, não associe a imagem que muitas vezes você vê em filmes.

A realidade é que esses criminosos, geralmente estão vestidos normalmente, em carros novos. Eles procuram observar as rotinas de quem mora na casa. E quando agem é de forma rápida e calculada.

Vamos revisar?

  • Ao chegar em casa, observe as proximidades, se notar algo estranho, não pare. Entre em contato com a polícia rapidamente.
  • Quando entrar ou sair da garagem, observe o fechamento do portão eletrônico, marginais se aproveitam de pequenas distrações para entrar.
  • Você vai sair de casa e voltar tarde da noite, não esqueça de deixar luzes acesas, em lugares estratégicos.
  • Constatou a presença de alguma pessoa com comportamento estranho, próximo a sua residência. Procure observar detalhes sobre o indivíduo. E se ele estiver de carro, não esqueça de anotar a placa, marca e cor.
  • Não deixe objetos que possam despertar o interesse de oportunistas, serem vistos pela janela da casa.
  • Não deixe escadas ou outros objetos que facilitem, o acesso do ladrão na sua residência.
  • Terrenos baldios com vegetação alta e árvores, são locais ideais para marginais se esconderem.
  • Muros altos nem sempre são a solução. Se o invasor conseguir entrar, pode ficar protegido pelo fato de não ser visto da rua. Grades de ferro, oferecem uma boa visibilidade, e são uma opção mais segura.
  • O número da sua residência deve ficar em local bem visível. Que possa ser visto mesmo à noite, e torne fácil a localização.
  • Quando mudar para uma casa nova, considere trocar a fechadura das portas principais.
  • Tenha sempre à mão telefones importantes: polícia, bombeiros, hospitais, trabalho, escola. E dos locais que habitualmente os moradores da casa frequentam. Procure saber onde as pessoas da família podem ser encontradas.
  • Mesmo se você pretende dar uma saída rápida, não negligencie a segurança. É possível que a demora seja maior que o previsto. O que vai dar tempo para um intruso agir. E um breve retorno, pode ocasionar um confronto indesejado, com um invasor.
  • Se você for viajar, deixe as chaves com alguém se sua confiança. Que diariamente acenda e apague as luzes, e recolha todas as correspondências. Deixar luzes acesas de dia e de noite, são um forte indicativo que a casa está vazia. Correspondências paradas na entrada da casa também.
  • A porta da sua casa é a primeira barreira para um invasor. Por esse motivo, leve em conta a qualidade do material dessas portas e opte por fechaduras resistentes. Não ache que aumentar o número de bloqueios em uma porta, é exagero. Arrombadores tem o tempo trabalhando contra eles. Um bom sistema de bloqueio dificulta o acesso. E aumenta o risco do ladrão ser pego. Aí também, pode estar a diferença de ocorrer ou não uma invasão.

Muito embora perdas financeiras decorrentes de roubos, e assaltos sejam problemas sérios. O estresse emocional que esse tipo de fato acarreta, pode ser muito mais prejudicial.

Grande parte das invasões que ocorrem nas residências, são causadas por desatenção com rotinas simples de segurança.

No entanto, a melhor maneira de conseguir evitar que ladrões entrem na sua casa, é se antecipar a eles. E adotar medidas para aumentar a proteção.

Não esqueça, quando se trata de manter em segurança sua família e sua casa, o nome do requisito mais importante é – prevenção.

E isso é regra, não opção.

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts Relacionados