May 8, 2021
Sem respostas

Confira aqui tudo o que é necessário para você começar a montar o seu PC gamer!

Computadores são caros e isso não é um segredo para ninguém. Quando falamos de PC gamer então, nem se fala. Sem contar que muitas vezes as especificações não atendem bem as suas necessidades – ou pelo menos deixam a desejar em alguns pontos.

Justamente por isso que muitos entusiastas tentam montar as suas próprias máquinas totalmente personalizadas e com o melhor custo-benefício. Mas você sabe o que é preciso para isso? Conhecer as peças básicas de montagem pode ser um bom começo.

Por isso, para te ajudar nessa missão, preparamos um material cheio de dicas para te ajudar a escolher as melhores peças para o seu computador. Nos próximos tópicos, você vai entender o passo-a-passo para aprender a montar o seu PC gamer.

Índice

Processador

Essa é a primeira peça a se avaliar no momento de montar o seu PC. O processador, como o próprio nome sugere, é o chip responsável por processar todas as informações que rodam no computador – como um cérebro. Existem duas informações importantes que você precisa saber a respeito desses chips:

Lembrando que essas duas características nem sempre andam lado a lado. Por exemplo, um processador com muitos núcleos pode ser lento e vice-versa.

As gigantes

Atualmente nós temos duas grandes fabricantes que dominam esse mercado: AMD e Intel.

A Intel é a responsável por fabricar a família de processadores Core, que inclui os modelos; Celeron, i3, i5, i7 e i9 (em ordem crescente de superioridade). Já a AMD produz os RYZEN, que podem ser R 3, R 5, R 7 e R 9 (também em ordem crescente).

Se você está se perguntando qual das duas marcas é a melhor, é importante saber que não existe uma resposta exata.

Por um lado, a Intel oferece processadores de alta performance e eficiência, porém com preços mais elevados. Já a AMD oferece excelente custo-benefício, incluindo compatibilidade entre processadores novos e plataformas antigas, mas alguns consumidores se queixam de maior gasto energético.

Em geral, os produtos da AMD são os preferidos dos gamers em função do seu bom desempenho gráfico com menores preços (sem contar a questão da compatibilidade). No entanto, vale lembrar que ambas as empresas têm ótimos processadores e no final tudo depende das suas preferências.

Placa mãe

A placa mãe nada mais é do que a placa central na qual serão encaixadas todas as peças do seu computador. Ela é a grande responsável por juntar e coordenar todos os recursos que você deseja inserir no seu computador.

O primeiro aspecto que você precisa considerar antes de comprar uma placa mãe é o modelo de processador utilizado. Isso porque essas placas são compatíveis apenas com uma marca de processador – muitas delas aceitam apenas uma linha específica.

Na prática, isso significa que você não vai conseguir encaixar um Intel Core i7 em uma plataforma produzida pela AMD, por exemplo. Então escolha o seu chip e veja quais placas-mãe podem ser utilizadas com ele.

O segundo critério é o tamanho da placa. Existem quatro opções disponíveis no mercado, em ordem crescente: Mini ITX, Micro ATX, ATX, EATX. Quanto maior a placa, maiores as possibilidades de upgrades e periféricos. Porém, também o risco de o seu computador ficar excessivamente grande e caro. Escolha algo conforme o seu projeto.

Memória RAM

São responsáveis por guardar informações temporárias no seu computador, que são necessárias, por exemplo, para a inicialização de programas. Elas podem ou não acompanhar dissipadores para auxiliar no resfriamento. Vale frisar que alto desempenho significa maior geração de calor.

Atualmente, a maioria das placas mãe suportam memórias do tipo DDR4, mas é sempre bom checar a compatibilidade antes de realizar a sua compra. Você também deve olhar a capacidade e a velocidade da memória RAM escolhida para evitar lentidão e engasgos.

Armazenamento

Ao contrário do que muitos pensam o armazenamento do PC não pode ser resumido na quantidade de Gigabytes. Mais uma vez é preciso prestar atenção a velocidade de gravação de dados, porque de nada adianta uma memória enorme em um computador lerdo como um jabuti.

Existem três tipos de armazenamento:

É interessante que você instale o seu sistema operacional em um SSD e guarde seus arquivos em um HD. Assim você consegue uma excelente velocidade de inicialização e boa memória para os seus jogos sem gastar um absurdo.

Placas de vídeo

Chegamos agora a um item essencial para um PC gamer. Hoje em dia é muito comum que os processadores já venham com um chip gráfico integrado, o que te permite rodar alguns jogos mais leves. Mas, se você quer games pesados e com gráficos em alta qualidade, terá de comprar uma placa dedicada só para isso.

Duas gigantes (de novo)

Assim como ocorre com os processadores nós temos duas fabricantes que dominam o mercado das placas de vídeo: AMD (outra vez) e NVIDIA. Ambas oferecem produtos com excelente desempenho, sendo que a NVIDIA foca em performance e a AMD oferece melhor custo-benefício para PCs intermediários ou de entrada.

Para escolher entre uma das duas é necessário equilibrar o desempenho desejado com o orçamento disponível. Lembrando mais uma vez que peças muito potentes geram mais calor.

Cooler

Como você deve ter percebido o problema do superaquecimento foi citado mais de uma vez nesse texto. O excesso de calor, além de reduzir o desempenho, pode causar danos irreversíveis às peças do PC.

Para garantir a integridade do seu computador é preciso investir num resfriador de boa qualidade. Se você pretende jogar com o melhor desempenho possível, talvez seja melhor adquirir um watercooler, que utiliza um sistema de resfriamento a água.

Nunca se esqueça de que mais potência gera mais calor. Então invista em resfriamento para o seu PC gamer.

Fonte de energia

Seu PC gamer obviamente precisará de energia elétrica para funcionar. Inclusive, não adianta nada você escolher as melhores peças do universo e colocar uma fonte de má qualidade que vai queimar e levar seu computador junto.

Existem fontes não modulares, que possuem todos os cabos ligados diretamente a ela, e modulares, que permitem remover cabos que não serão utilizados. No meio-termo temos as fontes semi-modulares, que são personalizáveis, mas nem tanto.

As modulares evitam que haja uma imensa bagunça de fios ao final do processo, mas são mais caras. Mais uma vez, o orçamento define o projeto.

Outro aspecto a se observar nas fontes é a eficiência energética: uma parte da energia será dissipada em forma de calor. Por isso, você precisa de uma fonte com no mínimo 30% de capacidade a mais do que o seu computador necessita. Caso contrário, qualquer mínima variação vai queimar tudo.

Gabinete

Gabinete é simplesmente aquela caixa em que você vai acomodar todos esses componentes. Aqui não tem muito segredo: compre um que tenha tamanho e entradas correspondentes para o computador que você quer montar. Fora isso, apenas escolha o design que te agradar mais.

Periféricos

Ao terminar de montar as peças e posicioná-las no interior do gabinete o seu PC está praticamente pronto. Agora só falta escolher os seus periféricos: mouse, teclado, monitor, caixas de som e o que mais você desejar.

Falando nisso, se você quer criar um ambiente ainda mais imersivo para jogos, vale a pena investir em produtos totalmente desenvolvidos para essa finalidade, tais como o headset gamer e o monitor gamer. Parece bobagem, mas esses produtos específicos fazem a diferença!

Conclusão

Montar um PC gamer pessoalmente, embora seja complicado a princípio, oferece suas vantagens. Você pode montar exatamente da maneira como quer, com as características que mais combinam com as suas necessidades e por um preço menor.

Conhecendo as peças básicas é possível montar um projeto e fazer as suas escolhas com maior facilidade. É claro que há vários outros detalhes a se considerar para isso, mas esse pequeno guia já te oferece o básico para o início.

Você já pensou em montar o seu PC gamer? Compartilha com a gente!

F.A.Q

Antes de montar o seu PC é necessário ter um projeto. Que tipo de computador você quer? Quais jogos vai rodar? Qual nível de desempenho você espera? E o seu orçamento? Tudo isso precisa estar definido antes de você começar a comprar suas peças. Depois, é só juntar o necessário e fazer a montagem.

O orçamento é um dos primeiros aspectos a ser definido no seu projeto inicial. A partir dele você pode planejar um PC gamer com o melhor custo-benefício, que vai compensar bem mais do que os modelos pronta-entrega das lojas.

Na nossa lista apresentamos todas as peças necessárias para montar um bom computador. Existem outros acessórios que você pode utilizar, mas a base sempre será essa.

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts Relacionados