10 licores que você precisa experimentar

Os licores estão entre as bebidas mais apreciadas no mundo todo. Porém, ainda não são tão populares no Brasil – não estão sequer entre as 10 mais consumidas. Felizmente, isso está começando a mudar e muitas pessoas já começaram a prestar atenção nesses rótulos cheios de diferenciais e sabores riquíssimos.

Afinal de contas, o que é um licor?

Estamos todos acostumados a bebidas preparadas de maneira mais simples, como os fermentados (cerveja) e os destilados (aguardente e vodka). Os licores, no entanto, são preparações mais complexas. Basicamente são preparados de bebidas alcoólicas aromatizadas com frutos, sementes ou ervas e adoçados com açúcar ou mel.

A origem do licor é quase mística: em diversas culturas e diferentes épocas era comum realizar a infusão de diferentes ingredientes no álcool com o objetivo de extrair medicamentos e poções afrodisíacas. Atualmente os licores não são procurados por suas propriedades medicinais, mas sim por seus sabores marcantes e versáteis.

Grande variedade de sabores

Uma vez que o licor é composto por uma base de álcool adoçada e aromatizada, as possibilidades de sabores, texturas e aromas dessa bebida são praticamente infinitas. Existem desde misturas simples, com poucos ingredientes, até produtos complexos feitos com uma abundância de ervas aromáticas, frutas e cremes.

O álcool é o mesmo?

Não! Uma boa parte dos licores é produzida com base em álcool neutro refinado, que não possui aroma e nem sabor próprio. Muitos produtores gostam dessa base porque ela não interfere no sabor dos aromáticos utilizados. No entanto, existem bebidas que utilizam uísque, vodka e até mesmo cachaça (bastante usada em produções nacionais).

Alguns produtos misturam diferentes bebidas em sua base, de forma a conferir mais sabor ao seu produto final. Inclusive, se você aprecia destilados, é interessante começar a experimentar os licores feitos com eles – já aumenta a chance de você gostar.

Por que você deveria dar uma chance aos licores?

Já deu para perceber ser possível fazer licores com quase tudo: temperos, cascas de frutas e até mesmo laticínios. Então, o primeiro motivo para começar a adentrar o mundo do licor é o fato de ser praticamente impossível não encontrar um que você goste.

Outra razão são as propriedades benéficas de algumas bebidas. Sim, nós sabemos que bebida não é remédio e nós não estamos mais na Idade Média para utilizar infusões medicinais. No entanto, é inegável que o álcool consegue extrair algumas características benéficas dos ingredientes – tanto que alguns licores são conhecidos por serem ótimos digestivos.

Por fim, podemos registrar a versatilidade. Nem todo mundo gosta de bebidas puras, principalmente aquelas cheias de regras para apreciação. Os licores, apesar de tradicionalmente serem tomados puros após as refeições, podem ser utilizados da forma que você preferir. Puros, com gelo, em drinks ou sobremesas – dão um toque especial em qualquer refeição.

10 licores para você experimentar ainda esse ano

Agora que você já sabe um pouco sobre os licores, vamos listar aqui dez rótulos clássicos para você começar a se situar nesse mundo. Veja esse guia rápido e depois conheça mais detalhes sobre cada um desses licores:

Guia rápido com os melhores licores

Índice

Esse é um dos licores mais conhecidos (e amados) do mundo. Pioneiro na categoria de licores cremosos, o Baileys é uma deliciosa combinação de creme de leite fresco e uísque irlandês, além de outros ingredientes como cacau e baunilha. Muitas vezes é consumido com sorvetes e sobremesas em geral – ou simplesmente como um aperitivo.

Produzido na Irlanda, chega a utilizar 250 milhões de litros de leite na sua fabricação (tudo de pequenos produtores), sendo um dos maiores compradores de laticínios do país. Além disso, a empresa conta com diversos projetos relacionados a sustentabilidade e cuidado com os animais.

Ainda que você nunca tenha bebido licores, com certeza já ouviu falar nesse. Essa bebida é produzida com as frutas da árvore maruleira, típica da África do Sul, e creme de leite. Em outras palavras, mais uma opção de licor cremoso (delicioso) para você.

Uma curiosidade sobre esse licor é a ligação da marca com a preservação dos elefantes. A marula é uma fruta frequentemente consumida por esses animais, que se tornaram o símbolo da bebida. Uma parte dos lucros obtidos com a venda são utilizados em projetos de pesquisa e conservação desses animais tão ameaçados.

Se você gosta de receitas antigas e mistério, essa bebida vai te agradar bastante. Diz a lenda que esse licor é fabricado a mais de 2000 mil anos, inicialmente pelos romanos, utilizando 43 ingredientes secretos – daí o seu nome.

Embora a história seja um pouco obscura, está bem claro que o 43 é um dos licores mais apreciados do mundo. Sua cor dourada e sabor complexo são inconfundíveis e fazem o maior sucesso em diversos tipos de drink.

Uma das formas de consumo mais apreciadas é a mistura com gelo e café: o famoso Carajillo 43.

Quase onipresente nos bons bares, esse licor é um verdadeiro símbolo da sua categoria. O Cointreau é uma invenção francesa e desde o princípio ficou famoso por sua qualidade e cuidado com cada etapa de produção.

A bebida utiliza cascas de laranjas dos melhores produtores do mundo como matéria-prima. Inclusive, produtores brasileiros fornecem para a marca. Essas cascas são infundidas em álcool e destiladas formando um produto final de sabor marcante e não muito doce.

Interessante lembrar que os licores ficaram conhecidos como “digestivos” justamente por conta das bebidas à base das cascas de laranja, que de fato costumam estimular a digestão.

Mais um exemplo de bebida lendária para a sua lista. Conta-se que esse licor teria sido uma invenção de monges católicos do norte da Itália há mais de 300 anos. Sua produção levava avelãs silvestres e supostamente foi iniciada pelo frei Francisco Angélico.

Ao ser introduzida no mercado, a fórmula (que leva avelãs, cacau, baunilha, café e ervas) foi batizada de Frangelico, em homenagem ao frei, e ganhou uma inconfundível embalagem em formato de hábito. Hoje esse licor é utilizado tanto como aperitivo quanto como incremento para saborosas receitas.

Esse licor se destaca das opções apresentadas até agora devido ao seu forte teor alcoólico, que pode passar de 40%. Isso porque a base dessa bebida é composta por uísques maltados de mais de 30 anos que, com mel e especiarias, produzem um sabor intenso e único.

Dizem que essa era a bebida favorita do príncipe Edward Stuart, em 1745, e seu nome significa “bebida que satisfaz”. Foi o primeiro licor a ser permitido na Câmara dos Lordes da Inglaterra e atualmente é o terceiro mais vendido no mundo.

“Imagine encarar um dragão que acabou de comer um barril de whisky cheio de canela” – esse é o slogan do licor Fireball. A bebida canadense é feita à base de uísque com notas naturais de canela e contém 33% de álcool na sua composição.

Embora a canela passe a impressão de suavidade, esse licor é conhecido por ter um sabor bem forte. Acredite: a comparação com o dragão não foi feita à toa. Se você gosta de destilados intensos e está procurando por algo diferente, então essa pode ser uma ótima opção.

Mais uma maravilhosa invenção francesa, o Saint Germain é um licor produzido com flores de sabugueiro dos alpes da França. É muito conhecido por seu sabor único, cítrico e fresco. Além disso, tem um teor de açúcar reduzido quando comparado a outros licores populares.

Ele é vendido em uma belíssima garrafa que faz referência à arte do país e é muito apreciado pelos bartenders. Uma bebida obrigatória para quem gosta de fazer coquetéis.

Outro licor de origem ilustre, o Chambord inicia a sua história entre os nobres da França. Dizem que o rei Luís XIV teria visitado o castelo de Chambord e se encantado pelos licores produzidos no local.

Sua receita leva framboesas vermelhas e pretas, mel, baunilha e conhaque. A embalagem em formato de globo com detalhes em cruz é inconfundível e a bebida é muito apreciada em sua forma pura.

O Lillet Blanc é considerado mais um aperitivo do que um licor propriamente dito, porém, merece uma menção. Foi criado em 1872 no sul da França e é feito com uma mistura de vinhos com adição de diferentes licores de laranja. O resultado é uma bebida de notas frutadas e sabor refrescante.

Atualmente é muito utilizado para produzir coquetéis, mas também pode ser tomado puro com gelo. Curiosamente, só começou a ser vendido no Brasil em 2018 e, desde então, ficou muito mais fácil de encontrar em bares e restaurantes. Também pode ser considerado como digestivo e estimulante do apetite graças às laranjas amargas de sua fórmula.

Conclusão

Os licores estão bem longe de ser bebidas sem graça e difíceis de escolher. Muito pelo contrário: a variedade de sabores e texturas é marcante.

Aqui foram apresentadas apenas algumas opções muito populares para você começar a experimentar, mas existem muitas outras à disposição. O importante é começar a se aventurar e a entender o mundo dos licores.

E se você está pensando em preparar coquetéis com algum desses licores, não se esqueça de assistir ao vídeo abaixo, com algumas dicas para te ajudar nessa preparação.

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts Relacionados