May 13, 2020
Sem respostas

Afinal, produtos orgânicos valem a pena?

Como você provavelmente já deve ter percebido, a busca por uma alimentação saudável, balanceada e rica em nutrientes, de modo a reduzir o aparecimento de doenças e garantir uma boa qualidade de vida, levou ao aumento do consumo de alimentos orgânicos.

Até porque para se alimentar bem não é necessário fazer dietas complicadas e viver com restrições, mas sim comer de forma variada, consciente e na quantidade correta.

Porém, uma dúvida muito comum ultimamente, principalmente quando consideramos o valor dos produtos orgânicos é:

Será que realmente vale a pena consumir produtos orgânicos?

Bom, apesar dos produtos orgânicos estarem cada vez mais acessíveis, é fato que eles ainda representam uma variação no nosso orçamento que pode ser significativa, dependendo do tamanho da família.

O que torna essa dúvida justificável. 

Nesse caso, para te ajudar a entender se realmente vale a pena optar pelo consumo de produtos orgânicos, ao invés dos produtos tradicionais.

Nesse artigo iremos te mostrar detalhadamente o que são produtos orgânicos, seus benefícios e as principais diferenças quando comparados aos produtos convencionais.

Vamos lá?

Para facilitar a sua leitura, o artigo foi dividido da seguinte forma:

Índice

O que são os alimentos orgânicos?

Para que você possa entender o que realmente é um produto orgânico, primeiramente devemos desmistificar um ponto.

Apesar de muitas pessoas pensarem isso, um produto orgânico vai muito além de um produto natural e sem agrotóxicos transgênicos e fertilizantes sintéticos.

Pelo contrário, um produto orgânico é o resultado de uma agricultura baseada em sustentabilidade, cultivo natural, equilíbrio ecológico e respeito ao homem.

Nesse caso, para que eles possam ser rotulados como orgânicos é importante que eles sejam cultivados e processados de acordo com requisitos específicos definidos pela legislação brasileira — a lei número 10.831, de 23 de dezembro de 2003.

Tal regulamento define que os produtos são reconhecidos como orgânicos apenas quando passam por um processo de produção específico e totalmente sustentável, sem danos para o ecossistema local.

E a regra aqui vale tanto para alimentos consumidos in natura — como frutas, verduras e legumes — quanto para produtos processados.

Felizmente, hoje temos técnicas de produção 100% sustentável que servem para otimizar recursos naturais e socioeconômicos.

E para que isso possa ser seguido corretamente, é necessário que seja respeitada a cultura das comunidades rurais, é preciso também buscar a sustentabilidade ecológica e econômica e minimizar o uso de energias não renováveis.

Além disso, também é importante que os produtores respeitem as normas que garantem a qualidade do ambiente de trabalho e sistematizam métodos de distribuição e comercialização.

Cabe também frisar que os alimentos orgânicos não podem ter qualquer modificação genética, nem empregar pesticidas sintéticos, fertilizantes à base de petróleo ou radiações ionizantes.

Também devem ser cultivados em solo seguro e permanecer separados das plantações convencionais.

E para os produtos de origem animal, os animais devem ser criados soltos, com livre acesso ao pasto, e manterem uma alimentação orgânica.

Além disso, os animais não devem consumir antibióticos ou qualquer tipo de hormônio de crescimento.

Isso porque o objetivo final dos alimentos orgânicos é a manutenção do equilíbrio do planeta e a saúde das pessoas.

Conheça agora os principais benefícios e diferenciais dos produtos orgânicos:

Quais são os diferenciais dos produtos orgânicos?

Como você pode perceber, no cultivo orgânico são utilizadas algumas técnicas que visam a maior qualidade dos alimentos, além de métodos que respeitam o meio ambiente.

Depois de inúmeras pesquisas e análises hoje sabemos que o consumo de agrotóxicos pode ser maléfico para o organismo.

Por isso, o consumo de alimentos orgânicos é uma excelente alternativa para quem busca uma vida mais saudável.

Muitas pessoas também defendem que os alimentos orgânicos são mais saborosos.

Isso porque os métodos utilizados no seu cultivo, ajudam a concentrar mais água nos alimentos, fazendo com que os produtos tenham mais sabor.

Claro, os benefícios dos produtos e alimentos orgânicos não param por aí, eles ajudam também a preservar o meio ambiente, pois a produção dos alimentos orgânicos é menos agressiva, já que não contamina o solo e a vegetação.

Para isso, são utilizadas técnicas de compostagem, manejo orgânico do solo e adubação verde em seu cultivo.

Mas para que você possa entender melhor quais são todas as vantagens dos produtos orgânicos, listamos logo abaixo quais são todos os principais benefícios dos produtos orgânicos.

Conheça agora:

Principais benefícios dos produtos orgânicos

Maior valor nutricional

Os produtos orgânicos, devido a sua forma de cultivo, tendem a ter uma maior concentração de nutrientes, como fósforo e antioxidantes, do que os cultivados por métodos convencionais.

Oferecem menos riscos à saúde

Além disso, um outro ponto que não pode ser ignorado é que os produtos químicos e conservantes podem causar alergias.

Tal problema faz com que algumas pessoas possam se deparar com sintomas e reações adversas em consequência do consumo de alimentos e bebidas com pequenas quantidades de elementos aos quais são intolerantes.

Por isso, com esse diferencial, podemos dizer que os produtos orgânicos oferecem menos riscos para a saúde.

São mais nutritivos e saborosos

Como você pode perceber durante a leitura do artigo, os solos em que são produzidos os produtos orgânicos, tendem a ser mais ricos e balanceados com adubos naturais e com maior valor nutricional.

Nesse caso, também por ser uma produção sem fertilizantes, o sabor não é alterado.

Têm menor índice de toxicidade

A partir do momento que você optar por alimentos orgânicos, você terá menos contato com produtos tóxicos, pois a probabilidade de resíduos provenientes de agroquímicos é praticamente nula.

Dessa forma, é possível evitar crises alérgicas e respiratórias, sobrepeso, distúrbios hormonais, problemas neurológicos, entre outras doenças.

Selo de Certificação

A qualidade do produto orgânico é assegurada por um Selo de Certificação.

Tal Selo é fornecido por associações que verificam e fiscalizam a produção de alimentos orgânicos desde a produção à comercialização.

Assim, fica garantido ao consumidor que o produto é isento de qualquer resíduo tóxico.

Ajudam na manutenção do equilíbrio ambiental

As práticas da agricultura biológica são melhores para o meio ambiente no geral.

Isso porque os seus processos reduzem a poluição (tanto do ar quanto da água e do solo), economizam água, aumentam a fertilidade do solo, reduzem as erosões e usam menos energia.

Além disso, a agricultura sem agroquímicos também é benéfica para os animais e as aves da região, bem como para as pessoas que moram ou trabalham nas fazendas, contribuindo na melhoria das condições de vida e socioeconômicas das comunidades rurais.

Não podemos esquecer também que os cultivos orgânicos necessitam de mais mão de obra, gerando emprego e renda aos que vivem longe das cidades.

Entenda agora quais são as principais diferenças entre os produtos orgânicos e os tradicionais:

Produtos orgânicos x tradicionais: Entenda a diferença

Nas técnicas de cultivo e criação consideradas tradicionais, são utilizados maquinários pesados, insumos químicos, melhoramento genético e administração de medicamentos.

O que acaba ocasionando no desgaste do solo, diminuição da qualidade nutricional dos produtos, e muitas vezes, na contaminação da microrregião produtora.

Já no sistema de produção dos produtos orgânicos, como você já pode verificar, são utilizadas técnicas bastante rigorosas para preservar integralmente a qualidade do produto.

Porém, para que possamos comparar os dois tipos de produtos, precisamos estabelecer alguns pontos:

Conheça as principais diferenças entre os produtos orgânicos e os tradicionais:

Quantidade de nutrientes

Como já foi falado anteriormente, os produtos orgânicos, devido a sua forma de cultivo, tendem a ter uma maior concentração de nutrientes, como fósforo e antioxidantes, do que os cultivados por métodos convencionais.

Segurança alimentar

Os alimentos orgânicos também marcam um ponto positivo quando o assunto é segurança alimentar.

Isso pelo fato de serem cultivados sem agrotóxicos e adubos químicos sintéticos, o que faz com que sejam mais confiáveis.

Fitoquímicos

Como também já foi falado anteriormente, esse é mais um dos diferenciais dos alimentos orgânicos quando comparados com os alimentos tradicionais.

Justamente pelo fato de não fazerem uso de pesticidas em seu cultivo, os orgânicos acabam formando mais compostos com ação antioxidante.

Preservação do meio ambiente

Por não utilizarem agrotóxicos, os produtos orgânicos também acabam sendo mais favoráveis ao meio ambiente, pois não promovem a contaminação do solo, da água e do ar.

Preço e disponibilidade

Os alimentos tradicionais são realmente mais baratos e estão disponíveis em todos os supermercados, já os alimentos orgânicos, devido aos diferenciais nos seus meios de produção, não são encontrados tão facilmente.

Conheça agora quem hoje são os maiores fornecedores de produtos orgânicos:

Quem são os maiores fornecedores de produtos orgânicos?

Como os produtos orgânicos, infelizmente, apesar do crescimento, ainda são poucos conhecidos e consumidos aqui no Brasil, muitos ainda pensam que o mercado desses produtos é pequeno e restrito.

Porém, isso não é verdade.

Pelo contrário, hoje no Brasil, existem mais de 15 mil pequenos agricultores de caráter familiar, o que é maravilhoso para ajudar na distribuição de renda e no sustento de pequenos produtores que ajudam a movimentar a economia.

E uma vez que esse mercado tenha condições de aquecer, todos saem ganhando: empregados, produtores, distribuidores e consumidores.

Felizmente, estamos cada dia mais perto de uma percepção ampla sobre os benefícios oferecidos pelos alimentos “verdes”.

E apesar de ainda termos muito espaço de crescimento, as novas mudanças de hábito já estão levando as pessoas a consumirem mais desses produtos nutritivos, puros, saudáveis, ecológica e economicamente sustentáveis.

Na verdade, sempre que alguém opta pelos orgânicos está contribuindo para que a agricultura familiar prospere.

Isso faz bem ao planeta e à nossa saúde, uma vez que o produtor rural de orgânicos precisa ficar permanentemente ocupado com a eficiência do manejo dos recursos naturais, que são regulamentados por lei.

O que acaba refletindo na qualidade e no uso consciente do trabalho e da terra.

As famílias que tem na terra a sua forma de sustento, conseguem assim se beneficiar do cultivo de alimentos orgânicos, movimentando a economia da região.

Afinal, os produtos orgânicos valem a pena?

Até aqui você pode conhecer todos os principais benefícios e vantagens dos produtos orgânicos, principalmente quando comparados com os produtos tradicionais.

Porém, pelo fato do seu processo de produção ser diferente dos produtos tradicionais.

O preço desses produtos também acaba sendo diferente.

Os alimentos orgânicos ainda são mais difíceis de encontrar e são, em geral, mais caros que os tradicionais.

Os custos de produção, processamento e transporte tendem a ser maiores, além de eles exigirem mais trabalho por unidade de produto.

O que faz com que o consumo de alimentos orgânicos tenha um custo mais elevado, pois são produzidos com muito zelo, em baixa quantidade e precisa-se de mais mão de obra.

Porém, se pensarmos nos malefícios causados à saúde pelas substâncias químicas constantes nos alimentos inorgânicos, o custo pode ser bem maior.

Claro, não necessariamente o consumo de tais produtos obrigatoriamente cause alguma doença, mas sim, aumentam os riscos de maneira significativa.

A presença de agrotóxicos, alta quantidade de sódio, conservantes e gordura saturada são realmente prejudiciais à saúde, de modo que custos com tratamentos clínicos e remédios acabam sendo maiores.

Por isso, é que o consumo de alimentos orgânicos acaba sendo um hábito importante para quem deseja adotar uma alimentação saudável em seu dia a dia.

Felizmente, com o aumento da demanda e as inovações tecnológicas, a tendência é que os custos de produção, distribuição e comercialização dos alimentos orgânicos diminuam.

Atualmente, muitas marcas que prezam pela qualidade e pela satisfação dos seus clientes também já fabricam seus produtos usando matéria-prima orgânica.

As feiras voltadas para esse tipo de produto ou as de pequenos produtores são as ainda  as principais formas de comercialização.

Porém, hoje com o auxílio da internet e da tecnologia, também é possível encontrar algumas opções em lojas online certificadas.

Cuidados importantes na hora da compra de produtos orgânicos

Como você pode perceber durante a leitura do artigo, são inúmeros os benefícios dos produtos orgânicos para nossa saúde e para o meio ambiente.

Porém, é preciso ficar atento na hora de adquiri-los.

Isso porque como você pode verificar, de acordo com a Anvisa, o alimento orgânico precisa ser certificado com um selo no rótulo que informe ao consumidor que o produto está dentro das normas de produção orgânica.

E para que também não fique nenhuma dúvida, separamos algumas dicas e orientações que devem ser seguidas no momento de escolha do produto.

Principais dicas e orientações:

  • O produto não deve utilizar componentes químicos, agrotóxicos, radiação ionizante ou sementes transgênicas
  • Todo o processo de produção do produto precisa ter como premissa a revitalização preservação do meio ambiente
  • Em caso de produção animal, o uso de medicamentos alopáticos é proibido e os animais devem ser criados de forma livre

Caso realmente estejam dentro dessas exigências, o produto recebe o selo SisOrg (Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade Orgânica) que atesta que o consumidor está comprando um produto mais saudável e livre de qualquer resíduo tóxico.

O selo é obrigatório na parte frontal de qualquer produto orgânico industrializado.

E para os casos dos alimentos adquiridos a granel, a certificação é feita por meio de uma ficha que consta quem é a certificadora.

E aqui é importante frisar novamente que todo produto orgânico deve ter uma certificação que precisa estar sempre à disposição do consumidor.

Claro, antes de também ir a um supermercado e encher o carrinho de compras com alimentos orgânicos, consulte um nutricionista; ter acompanhamento adequado é imprescindível.

E aí? O que achou do artigo? Gostou das dicas e informações?

Conseguiu entender todos os benefícios e vantagens dos produtos orgânicos?

Aproveite, curta e compartilhe a sua opinião conosco!

Dúvidas, críticas ou elogios deixem nos comentários.

Até a próxima!

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts Relacionados