Apple Watch: vale a pena comprar?

O primeiro relógio de pulso foi inventado por volta dos anos 1800 e desde então ele não saiu de moda. Com o tempo, foi evoluindo até chegar aos relógios atuais que conseguem checar a frequência cardíaca!

Há amantes da famosa maçã espalhadas pelo mundo todo. O iPhone é, de longe, um dos celulares mais vendidos. Isso também vale para o macbook, totalmente elogiado pelo mundo dos designers e criadores. Mas e o Apple Watch, vale a pena comprar?

Antes de você escolher o melhor celular, conheça nossas 3 melhores recomendações da marca:

Recomendações

Outros itens que você também pode se interessar:

Melhores Apple Watches

Índice

Mini Guia de Compra

Nossa lista de hoje é para responder a pergunta recorrente feita pela internet: realmente vale a pena ter um Apple Watch? Não é novidade que a marca não é barata e que não cabe no bolso de todos. Porém, o que ela tem de diferente das outras marcas? O que esse estilo de relógio tem de diferente dos antigos tradicionais?

Apple Watch Série 3 38 mm – o mais barato, mas igualmente funcional

O modelo está disponível nos tamanhos de 38 e 42 mm, vindo em dois estilos: um com GPS e rede celular e outro apenas com GPS. Ambos com um processador dual core 70% mais rápido e um novo chip sem fio. A versão GPS + Celular vem com radiocomunicações celulares LTE e UMTS. Ou seja, ele alterna para a rede celular quando o iPhone não está por perto. Sem que você perceba!

A conectividade pode ser usada para fazer chamadas, receber mensagens, transmitir Apple Music (o Spotify funciona apenas por Wi-Fi), ouvir podcasts ou acessar o Maps, por exemplo.

Entre os relógios de corrida com GPS, é considerado um dos melhores. Ele possui um altímetro barométrico que auxilia na atividade de rastreamento, lances de escadas subidas e exercícios ao ar livre, incluindo ganho de elevação. A interface de chamada é básica, mas fácil de usar.

Vai viajar para fora do Reino Unido ou dos EUA? Então não poderá ir sozinho apenas com o seu relógio. O chip sem fio foi melhorado. O chip W2 oferece Wi-Fi 85% mais rápido e Bluetooth 5.0. A conexão com um par de fones de ouvido Bluetooth leva uma fração de segundo enquanto a conexão com os AirPods é totalmente sem defeitos.

Você pode ligar para um táxi quando seu telefone morrer e não tiver um telefone com você o tempo todo!

Apple Watch Series 4 44 mm – aumento com preço visível

Por um preço bem mais salgado que o Apple Watch 3, o modelo da série 4 vem como o ótimo painel OLED do modelo anterior, mas em um display bem maior: 44 mm. Você pode adicionar o horário do pôr do sol, a previsão do tempo, eventos do seu calendário, nível de bateria, entre muitas outras informações. Não quer ver tantas letras em um lugar só? Apenas deslize o dedo e alterne para um mostrador mais simples.

O watchOS segue sendo quase unanimidade para usuários da marca: o sistema é muito bem desenvolvido, fluido e com aplicativos bem feitos. Sua usabilidade é reforçada pela coroa digital, sendo uma forma prática de rolar as telas, aumentar o volume e controlar o zoom do maps, por exemplo.

A autonomia é melhor que a da geração passada, durando o dia todo.

Apple Watch SE 44 mm – bom, bonito e barato

Esse modelo foi lançado pela marca como um celular popular. Ele vem com um ótimo desempenho, comparado a um Series 5, tendo, inclusive, uma bateria melhor. Como os Series 4 e 5, ele vem em versões de 40 mm ou 44 mm. Ele vem com uma pequena roda de navegação, mas é dispensável já que pode fazer tudo apenas com toques.

Junto do relógio você pode acessar uma central de ajustes onde encontrará controle de música, medição de batimento cardíaco, nível de bateria, meta de atividades físicas, calendário, entre outras tantas.

Por ter alto-falante e microfone, é possível fazer e receber ligações, mas o volume não é muito alto. Não há como discar um número se o contato não estiver na sua agenda.

Você não pode mergulhar com o relógio, mas atividades como caminhada, corrida, bicicleta e elíptico, por exemplo, podem ser monitoradas à vontade. Se você permanecer sentado por 50 minutos seguidos, o relógio te pedirá para ficar de pé e dar uma volta!

O modo de reserva de energia mpede que você fique sem saber as horas. Quando acionado ‘desliga’, o relógio exibe apenas as horas.

O carregamento é sem fio através de um disco na caixa (lembre-se de que você precisará fornecer seu próprio carregador de energia, já que ele não está incluído) e o Apple Watch SE pode carregar de zero a totalmente em duas horas e meia (isso é uma hora mais lento que o S6, mas ainda bem rápido).

Apple Watch Serie 5 40mm – melhor custo-benefício

O design do Apple Watch Series 5 é o mesmo do S4, sendo reversível, logo, quem usa o usa no braço direito pode deixar os botões físicos voltados para a mão, facilitando o acesso. Seu brilho é bem forte, contribuindo para gastar mais bateria, mas tornando a visibilidade sob a luz do sol muito boa.

Diferente da geração anterior, seu display fica sempre ligado. Seu leitor de batimentos cardíacos é confiável. O GPS é preciso e não perde para relógios com foco em esportes, mas diferente dos relógios esportivos, que primeiro captam o sinal e depois iniciam a atividade, o Apple Watch faz uma contagem regressiva.

O recurso de eletrocardiograma embutido no modelo precisa de autorização da ANVISA para funcionar em solo nacional. Assim como nas gerações anteriores, ele não traz um sistema de rastreamento de sono nativo sendo dependente de aplicações desenvolvidas por terceiros.

Apple Watch Serie 6 GPS 44mm – top de linha

O modelo possui as mesmas opções de tamanho da série 4 e 5: 44 mm e 40 mm. Além da tecnologia da tela, novas cores e materiais ficaram foram lançadas.  A tela tem a mesma escala e resolução OLED de seu. Enquanto está fora, a tela escurece (mas não completamente). A marca aumentou o brilho da tela para 500 nits, de 200 nits.

A bateria é ligeiramente maior que a do modelo anterior, proporcionando mais tempo de execução (uma hora a mais), mas se planejar usar o relógio para monitorar o sono, você começará o dia com a carga incompleta. Enquanto você dorme, o relógio entra no modo de hibernação para que a tela sempre ativa não o mantenha acordado.

Novos sensores juntam-se ao grupo de dados do Apple Watch: monitor de oxigênio no sangue (pode determinar seu nível de SpO2.), sensor elétrico de frequência cardíaca e altímetro e bússola sempre ligados.

Guia do comprador

Quais são as vantagens de smartwatch?

Diferente dos tradicionais, o relógio inteligente é moderno e estiloso. O mais importante: você não precisará ficar o tempo todo com o seu celular nas mãos. Você poderá atender as ligações, ler mensagens, entrar em forma, acessar agendas e GPS, entre outras muitas funções. 

Como escolher o melhor smartwatch?

Antes de tudo, veja a compatibilidade. Qual a marca do seu celular? Quais aplicativos pretende usar? A maioria dos modelos conta com lojas exclusivas de apps, então talvez o que você queira não esteja disponível no relógio que queira comprar! Qual a sua intenção ao usar o relógio? Será voltado à saúde? Então cheque todas as funções de monitoramento que o acompanham. Outra questão é a bateria. A maior parte dos modelos vem com telas AMOLED, então é importante que o modelo tenha uma boa bateria. Alguns modelos precisam ser retirados das pulseiras para que sejam carregados, outros podem ser recarregados sem fio. Por último e talvez o mais importante: quanto você está disposto a gastar? É possível encontrar modelos ade R$100,00 a mais de R$4.000!

Qual a diferença do smartwatch para o smartband?

Visualmente já começamos pelo design, mas o smartwatch funciona de forma mais independente. Ele não precisa ficar conectado o tempo todo tempo ao celular. Já uma smartband depende diretamente dessa conexão para realizar suas funções.

O que o smartwatch tem de diferente dos celulares?

Um dos pontos fortes do smartwatch é que os usuários têm muito mais precisão nas medições Fitness, por exemplo. Outro recurso é a presença de barômetros, que trazem resultados mais confiáveis. Algumas dessas funções são os termômetros e outros sensores. Seu GPS integrado dispensa os smartphones para fazer medições de exercícios físicos.

Conclusão

Chegamos ao fim do guia sobre os smartwatch da Apple. Vale a pena? Caso você já tenha um iPhone e uma vida bem ativa, adquirir um dos modelos vale bastante a pena porque ele é muito prático, especialmente o último lançamento, além de ser excelente para quem é fitness. Se você quer apenas comprá-lo por ‘ser bonito’ ou apenas para ver as horas, será um gasto alto para pouca coisa. Não tem iPhone e quer aderir apenas para também ter um Apple Watch? Bom, se estiver sobrando dinheiro…

FAQ:

O relógio da famosa maçã pode organizar suas tarefas e agendas, gerenciar notificações, tocar música, além de poder ser usado para pagamento eletrônico. É considerado um dos favoritos dos esportistas. Ele gerencia e verifica seu desempenho durante exercícios físicos. Além disso, também possui uma infinidade de apps disponíveis. Isso o torna essencial para quem quer uma vida com qualidade e tecnologia.

Sim! O Apple Watch depende de um iPhone para funcionar (via Bluetooth) e, uma vez pareado, você pode acessar tudo o que está armazenado em seu celular.

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts Relacionados