Quais os melhores celulares chineses?

by Carolina

Quais os melhores celulares chineses?

Houve um tempo em que os produtos chineses eram vistos com extrema desconfiança, como se fossem sinônimo de má qualidade (lembra do termo “xing-ling”?). Isso porque muitos eletrônicos eram feitos com materiais baratos, imitando marcas famosas de outros países. Porém, as coisas mudaram muito de alguns anos para cá.

A experiência adquirida com as grandes indústrias instaladas no país, a logística altamente eficiente, profissionais qualificados e uma postura competitiva fizeram com que a China se tornasse o berço de grandes marcas que se popularizaram rapidamente no mundo todo. Algumas dessas marcas já estão ativas no Brasil e contam com consumidores fiéis.

Vamos dar uma olhada em alguns desses aparelhos das empresas mais presentes no país atualmente: Xiaomi e Huawei. Existem outras fabricantes chinesas que produzem aparelhos de alta qualidade, mas que ainda não têm sede no Brasil. Nesses casos, os smartphones só podem ser adquiridos por importação.

Itens que você também pode se interessar:

Melhores celulares chineses

Aparelho voltado para os amantes da fotografia
Ótimo para consumo de mídia em alta definição
Possui recursos modernos e úteis, como NFC e USB-C
Boa opção de intermediário com foco em fotografia
Equilibra recursos avançados e configurações mais simples
Consegue fazer frente até mesmo a modelos mais caros de outras marcas
Aparelho voltado para o público gamer
Foca em oferecer experiência imersiva e agradável
Muito recomendado para pessoas exigentes com o desempenho
Funciona como aparelho de entrada na empresa
Procura trazer boas configurações para usuários convencionais
Foca naquilo que é essencial para a maioria dos consumidores
Smartphone inteiramente voltado para a fotografia
Possui várias tecnologias exclusivas da marca
Conta com vários recursos para consumo de conteúdo multimídia
Versátil
Recursos para o dia-a-dia
Pode ser considerado um intermediário premium

Xiaomi

É praticamente impossível falar de smartphones chineses sem citar a Xiaomi. Uma das marcas mais populares do mundo, ganhou a preferência dos consumidores com seus aparelhos modernos, de qualidade e muito mais baratos do que a concorrência. Atualmente conta com três linhas principais: Mi, Redmi e Pocophone.

A linha Mi representa o carro-chefe da empresa e conta com os seus celulares mais avançados. Já a Redmi é responsável pelos modelos intermediários que buscam aliar performance e design. Por fim, o Pocophone (ou simplesmente Xiaomi Poco) procura aliar especificações bastante avançadas com outras um pouco mais simples, tudo com o objetivo de equilibrar desempenho e custo.

Xiaomi Mi 10

O primeiro aspecto a chamar a atenção nesse smartphone é a câmera. Ou melhor, as câmeras. São exatamente cinco lentes traseiras que captam os detalhes ao máximo. A primeira é uma câmera de telefoto com um zoom que pode chegar a até 50X, te permitindo capturas de imagens a grandes distâncias.

A segunda é destinada aos retratos e tem um foco rápido, sensível e preciso, que funciona através de um laser. A terceira possui uma altíssima resolução 12032X9024 e 108 MP para tirar fotos com o máximo de detalhes. A quarta possui um grande ângulo de abertura para englobar totalmente os melhores cenários. Por fim, a câmera macro consegue captar produzir fotos nítidas a distâncias muito curtas.

Esse aparelho também conta com modo vlog e modo noturno para a captura de imagens em qualquer hora do dia. Além disso, ele possui uma câmera frontal de 32 MP. Por falar em qualidade de imagem, a tela desse celular é um show à parte – sua tecnologia Amoled fornece altos níveis de contraste e resolução, com ótima nitidez.

Ela também conta com proteção Corning® Gorilla® contra riscos, arranhões e quedas de forma geral. A tela também é responsável pela biometria (leitura de impressões digitais) do aparelho, sendo muito responsiva – mesmo em condições desfavoráveis, como temperaturas muito baixas.

É claro que todo esse sistema demanda um ótimo processamento e uma bateria de grande capacidade para funcionar corretamente – e os dois estão presentes. A bateria de 5260 mAh dificilmente vai te deixar mão e possui carregamento rápido de 30 W.

Seu processador Qualcomm® Snapdragon™ pode não ser o mais atual, mas ainda é bastante robusto e vai garantir que o celular execute todas as suas funções sem sofrer engasgos. Por fim, o aparelho ainda conta com outros recursos interessantes, como o UFC (transferência de dados e realização de pagamentos com a simples aproximação do celular), infravermelho (permite que o celular seja utilizado como controle remoto), saída P2 e USB-C.

Destaque

  • Aparelho voltado para os amantes da fotografia
  • Ótimo para consumo de mídia em alta definição
  • Possui recursos modernos e úteis, como NFC e USB-C

Vantagens


Tela Amoled com excelente definição de imagens
Proteção contra quebra
Leitura biométrica no display
Câmera quíntupla, incluindo uma de alta resolução
Carregamento rápido
NFC para transferências por aproximação
Infravermelho – permite usar o celular como controle remoto
Saída P2
USB-C

Desvantagens


Processador um pouco defasado

Xiaomi Redmi 9

Pense neste smartphone como uma versão simplificada do modelo anterior. Ele possui quatro câmeras, incluindo sensor de profundidade, lente macro e ultra grande-angular. Com elas você consegue tirar fotos bem nítidas mesmo a distâncias muito curtas ou durante a noite. O software da câmera pode ser programado para tirar fotos quando o usuário levanta a palma da mão e ainda consegue criar caleidoscópios (use a criatividade!). Quanto à tela, são 6.53’’ com resolução Full HD com ótimo desempenho.

Todo esse sistema é sustentado por um processador Mediatek Helio G85, que fornece desempenho suficiente para um aparelho que tem a proposta de ser intermediário. A bateria tem 5020 mAh e conta com carregamento rápido de 18 W. Esse aparelho também é compatível com NFC, infravermelho, possui entrada para fones de ouvido e USB-C.

Também vale frisar que esse smartphone possui memória expansível, que te permite usar cartão Microsd (algo muito importante hoje em dia, já que os celulares atuais estão vindo apenas com a memória interna).

Destaque

  • Boa opção de intermediário com foco em fotografia
  • Equilibra recursos avançados e configurações mais simples
  • Consegue fazer frente até mesmo a modelos mais caros de outras marcas

Vantagens


Câmera quádrupla
Software da câmera reconhece gestos e vem com diversas programações interessantes
Tela Full HD
Bateria de 5020 mAh com carregamento rápido
NFC para transferências por aproximação
Infravermelho – permite usar o celular como controle remoto
Saída P2
USB-C
Memória expansível

Desvantagens


A tela não possui proteção Gorilla Glass®
Sem câmera específica para zoom
Para reduzir o preço o fabricante economizou no processador

Xiaomi Poco X3

Como foi citado anteriormente, a linha Pocophone da Xiaomi oferece excelente desempenho por preços mais baixos, tanto que a empresa sempre destaca a capacidade de processamento do Poco X3. Ela combina um processador Snapdragon® 732G (mais uma vez, não é o modelo mais avançado do mercado, mas oferece bom processamento) com bateria de 5160 mAh que conta com carregamento rápido de 33W. Além disso, conta com tecnologia LiquidCool que permite uma dissipação de calor de até 6°C.

Outro destaque desse aparelho é a sua tela, um Full HD de 6.67’’, com resolução de 2400X1080 pixels e certificado de baixa emissão de luz azul (reduz dores de cabeça e minimiza impactos negativos na qualidade do sono). Além de mostrar imagens com detalhes essa tela promete uma grande fluidez nas transições e uma alta responsividade ao toque – em outras palavras, menor lentidão. Além da qualidade de imagem o Poco X3 também preza pelo som: seus alto falantes duplos proporcionam experiência de som surround.

Assim como os outros celulares apresentados, esse smartphone conta com várias câmeras. Uma principal de 64 MP para fotos cheias de detalhes, uma com grande ângulo de abertura para fotos panorâmicas, uma macro para fotos com alta definição mesmo em distâncias muito curtas e uma câmera com sensor de profundidade para os melhores retratos. Além disso, sua câmera frontal de 20 MP com inteligência artificial foi feita para garantir as melhores selfies.

Essas configurações fazem com que o Xiaomi Poco X3 acabe sendo bastante apelativo para o público gamer. No entanto, mesmo quem não é adepto dos jogos costuma aprovar esse aparelho pelo seu desempenho.

Destaques

  • Aparelho voltado para o público gamer
  • Foca em oferecer experiência imersiva e agradável
  • Muito recomendado para pessoas exigentes com o desempenho

Vantagens


Tela Full HD com baixa emissão de luz azul
Alta fluidez nas transições
Auto falantes duplos com som surround
Câmera quádrupla
Bateria de 5160 mAh com carregamento rápido
Tecnologia de resfriamento LiquidCool

Desvantagens


Processador um pouco defasado
Sem câmera específica para zoom
Design pode não agradar por fazer referência aos games

Huawei

Menos conhecida no Brasil, mas muito importante no resto do planeta, a Huawei é mais conhecida por suas tecnologias de telecomunicação. A empresa é responsável pela fabricação de roteadores e estabelecimento de conexões de internet e de telefonia – tanto a nível doméstico quanto em escala global – e frequentemente fica em evidência por conflitos econômicos entre países.

Polêmicas à parte, a Huawei chegou a ocupar o posto de maior fabricante de celulares do mundo, tendo ultrapassado a Samsung no mês de julho. Assim como a Xiaomi a Huawei possui linhas que atendem desde os usuários mais simples até os mais exigentes – e por um preço mais em conta do que outras marcas.

Para exemplificar vamos falar das linhas Y (mais básica), P (para os amantes da fotografia) e Nova (com dispositivos mais avançados).

Huawei Y9

Esse é um modelo para quem pensa que básico é sinônimo de ruim. O Huawei Y9 traz algumas especificações muito interessantes para aqueles que necessitam do smartphone para uso mais leve. A primeira coisa que chama a atenção é a sua tela de 6,59’’ de resolução Full HD, que reproduz as imagens de forma bastante fidedigna. Ele também possui três câmeras, sendo a principal de 48 MP e as duas auxiliares responsáveis por trazer mais detalhes às fotografias.

A bateria é de 4000 mAh – existem aparelhos com capacidade consideravelmente maior, mas lembramos mais uma vez que esse modelo é básico. O processador utilizado é fabricado pela própria Huawei (sim, eles fabricam de tudo – inclusive tecnologias muito complexas) e é suficiente para as tarefas diárias. Quanto aos outros recursos, ele conta com memória expansível através de cartão micro SD e é compatível com USB-C. Nada mal para um básico.

Destaques

  • Funciona como aparelho de entrada na empresa
  • Procura trazer boas configurações para usuários convencionais
  • Foca naquilo que é essencial para a maioria dos consumidores

Vantagens


Tela Full HD
Câmera tripla
Bateria de 4000 mAh
Memória expansível
USB-C

Desvantagens


Tela sem proteção específica contra quebra
Não possui carregamento rápido
Sem infravermelho

Huawei P30 Pro

Um aparelho inteiramente voltado para os amantes da fotografia. São quatro câmeras: uma Lente Super Zoom (que pode fornecer Zoom de até 50X), uma Câmera Super Sensora de 40 MP, uma Lente Ultra Grande Angular (imagens amplas e panorâmicas) e uma Câmera Huawei TOF (mede profundidade com muita precisão, garantindo melhor foco e nitidez). Além disso, essas lentes possuem sistemas avançados para detecção de luz e são capazes de proporcionar boas fotos mesmo em locais escuros.

Esse celular também vem com uma câmera frontal de 32 MP com inteligência artificial que dá brilho e nitidez ao seu rosto mesmo em ambientes de iluminação ruim. E por falar em inteligência artificial, o software das câmeras faz o balanço de luz e cores automaticamente. Toda essa tecnologia também ajuda na hora de gravar vídeos com nitidez – inclusive ele conta com estabilizador para evitar tremores quando estiver gravando. Você pode inclusive utilizar duas câmeras ao mesmo tempo durante gravações para obter cenários mais amplos e detalhados.

Sabemos que um smartphone não é composto apenas de qualidade de fotografia. O Huawei P30 conta com uma tela OLED de 6,47’’ – de boa qualidade, mas nada extraordinário. O sensor de impressão digital fica na própria tela e é bastante responsivo. Outro detalhe interessante é que ele utiliza o display para amplificar o som do altofalante (aparentemente, a tela é aproveitada ao máximo). Também vale citar o aparelho possui resistência à água e a poeira – só para evitar acidentes.

Por fim, o processador Huawei Kirin 980 está um pouco desatualizado (foi lançado em 2018), mas apresenta ótimo desempenho. A bateria não impressiona tanto: são 4200 mAh. Em compensação, seu carregamento super rápido de 40W promete potência de 70% em 30 minutos. Outro recurso interessante que vale a pena mencionar é o AR Mesure, que permite medir, com precisão, comprimento, altura e profundidade utilizando apenas a câmera.

Podemos dizer que essa linha da Huawei é um verdadeiro tesouro escondido.

Destaques

  • Smartphone inteiramente voltado para a fotografia
  • Possui várias tecnologias exclusivas da marca
  • Conta com vários recursos para consumo de conteúdo multimídia

Vantagens


Câmera quádrupla
Alta sensibilidade a luz
Inteligência artificial para balanço de cores e estabilização de imagem
Tela OLED
Sensor biométrico no display
Resistência contra água e poeira
Carregamento muito rápido
AR Mesure

Desvantagens


Processador um pouco desatualizado
Bateria de capacidade baixa considerando a proposta do aparelho

Huawei Nova 5T

Nova 50T é um aparelho completo para agradar a diferentes públicos. Ele possui quatro câmeras: a principal de 48 MP (para capturar todos os detalhes), a Super Grande Angular (para ângulos amplos), a câmera de assistência à profundidade (para você focar exatamente no que quer)  e, por fim, uma câmera macro (para imagens nítidas mesmo a distâncias muito curtas). Além disso, a inteligência artificial garante o perfeito balanço de cores e ótima resolução.

A respeito do processamento, esse aparelho conta com um chip Huawei Kirin 980 – um pouco desatualizado, já que é de 2018 – mas ainda muito rápido e eficiente. Inclusive, ele possui um modo turbo para melhorar o desempenho em jogos. Sua bateria é de 3750 mAh com carregamento rápido de 22,5 W (permite carregar até 50% da bateria 30 minutos). Por fim, ele conta com NFC para realização de pagamentos e transferência de arquivos por aproximação.

Destaques

  • Esse smartphone não possui um público específico e aposta na versatilidade para conquistar diferentes pessoas
  • Usa a fotografia para atrair a atenção, mas também conta com outros recursos para o dia-a-dia
  • Pode ser considerado um intermediário premium

Vantagens


Câmera quádrupla
Inteligência artificial
Modo turbo para melhorar desempenho em jogos
Carregamento rápido da bateria
NFC para transferências por aproximação

Desvantagens


Processador um pouco desatualizado
Bateria de capacidade baixa considerando a proposta do aparelho

Outras marcas

Como foi dito no início, infelizmente muitas das marcas chinesas não são vendidas no Brasil. Na verdade, mesmo as marcas presentes em território nacional não deixam todos os seus produtos aqui. Então, vamos colocar aqui uma pequena lista de empresas que vendem muito bem fora do Brasil e que valem a pena conhecer:

  • Oneplus: Essa é a caçula das fabricantes chinesas – foi fundada em 2013. A intenção inicial era fazer uma modesta venda de smartphones dentro do mercado chinês, mas os aparelhos agradaram tanto que foram um sucesso absoluto até mesmo em outros países. Hoje é uma das maiores fabricantes do mundo e tem milhares de fãs
  • Vivo: Antes de mais nada, essa empresa não tem nada a ver com a operadora de telefone – os nomes são iguais por pura coincidência. A vivo foi a primeira marca a ter um leitor de impressões digitais integrado ao display e é especialista em câmeras para selfie, sendo uma das mais vendidas da China
  • Oppo: Essa empresa começou de forma bastante humilde, fabricando MP3 players e leitores de DVDs, sendo que a divisão de celulares é bastante recente. Assim como a Vivo ela se destaca pela tecnologia para selfies. Alguns aparelhos da marca contam até com câmera retrátil!
  • Meizu: Outra companhia que nasceu fabricando MP3 e migrou para o mundo dos celulares. Atualmente a Meizu é conhecida pelo seu foco na facilidade de uso, durabilidade e qualidade de seus aparelhos.

Vale a pena comprar telefones de marcas chinesas?

Algumas pessoas ainda acham que telefones chineses são de má qualidade, mas isso não corresponde à realidade. Hoje essas marcas já competem diretamente contra outras empresas já consagradas, como Apple e Samsung, tanto pelo seu preço competitivo quanto pela sua boa fabricação. Só é necessário evitar fabricantes desconhecidos que não tem nenhuma referência.

No entanto, se você decidir importar esses aparelhos tenha em mente que eles não possuem garantia e nem assistência técnica, além de correrem o risco de serem taxados na alfândega. Outro inconveniente é a falta de homologação da Anatel, que te dar algumas dores de cabeça (inclusive bloqueio do aparelho). Para evitar problemas cheque as orientações da agência reguladora.

F.A.Q.

Leave a Comment